DISCIPLINAS para sustentar a LIDERANÇA

Nem sempre como lideres conseguimos realizar aquilo que pretendemos. É preciso que tenhamos DISCIPLINA para fazer  o que é preciso e transformar nossas intenções em ações.

É importante que nós lideres conheçamos o impacto de nossas ações sobre os outros. 

A sustentabilidade da liderança precisa se focar nas ações, nos comportamentos observáveis do líder e não apenas em suas intensões pessoais.

DISCIPLINAS NECESSÁRIA ao LÍDER:

SIMPLICIDADE – priorizar os comportamentos que mais importam. Concentrar-se no mais importante.

  • Defina o problema – impossível ser simples se não há uma  definição clara do problema a ser solucionado.
  • Priorize – o que é urgente, o que é importante e necessário.
  • Filtre e enquadre – traduzir informações em solução

TEMPO – realizar as atividades dentro do planejamento previsto,  incluindo na sua agenda tempo para receber e interagir com colaboradores, clientes, fornecedores.  A forma como investimos e usamos nosso tempo define quem somos, aquilo em que acreditamos e quem importa mais para nós. 

DEFINIÇÃO RESPONSABILIDADE – assumir  a responsabilidade pessoal  por fazer aquilo que diz que vai fazer, com resultados vantajosos. O líder define sua responsabilidade quando: 

  • Estabelece objetivos claros
  • Identifica medidas – desenha indicadores que possam ser monitorados
  • Garante as consequências – cumprimento ou não das medidas, com resultados positivos ou punitivos
  • Oferece feedback e acompanhamento permanente

RECURSOS –buscar recursos de coaching e mentoria para ancorar suas mudanças pessoais no papel da liderança. Os processos de desenvolvimento podem focar: mudança no comportamento pessoal ou na capacitação para o papel profissional.  

MONITORAMENTO – mensurar e monitorar comportamentos de maneiras específicas. O líder obtem aquilo que supervisiona e não aquilo que ambiciona. 

MELHORIA – aprender pelos erros e falhas, a mudança não é linear. Experimentar várias vezes, refletir e tornar-se resiliente – encarar o fracasso, não se acostumar ao sucesso e improvisar continuamente. A liderança precisa assumir um compromisso durável em relação a mudança pessoal e a criação de uma cultura de aprimoramento que afete toda a organização.

EMOÇÃO –  Ação sem paixão não dura, nem paixão sem ação. É preciso encontrar um sentido no que fazemos. Emoções se referem ao humor, temperamento personalidade, disposição ou motivação.  O líder precisa estar consciente de suas emoções e suas consequências nos outros. Lideres que querem sustentar uma mudança comportamental são mais bem-sucedidos quando  o comportamento desejado está alinhado com suas emoções.  Reconhecer e equilibrar a energia emocional com informações  racionais e fatos ajuda a sustentar as mudanças  em si mesmo e nos outros.