Como liderar essa nova geração que está entrando no mercado de trabalho?

Diante dessa geração inquieta e que está sempre buscando desenvolvimento, alguns gestores acabam se sentindo acuados e com receio com relação a sua forma de liderar.

Existem algumas dicas que podem ajudar os gestores nesse momento. A primeira dica é dar liberdade para o colaborador executar suas tarefas e analisar como ele realiza isso. Existem pessoas, principalmente as mais novas, que possuem um jeito particular de realizar suas tarefas e alcançam resultados rapidamente. Se assim for, não pause esse processo natural, muito pelo contrário, passe a estimular e mostrar a importância do trabalho dele para a organização.

Outra dica é sempre dar feedbacks contínuos. A nova geração de profissionais tem como característica a necessidade de ter um retorno de tudo o que realiza e também falar o que pensa sobre seu trabalho e atividades exercidas. A diferença para outras gerações mais antigas é que os jovens fazem isso de maneira mais impulsiva e sem técnicas especificas. Daí a importância do gestor organizar os feedbacks de maneira periódica e jamais deixar o jovem colaborador com dúvidas ou com a necessidade de falar sufocada.

Outra dica é sempre estimular o desejo de pertencimento do jovem dentro da empresa. Como fazer isso?

– Mantenha-o sempre informado sobre tudo o que acontece na organização;
– Proporcione momentos de descontração para sua equipe (um café, um bate-papo, um happy hour);
– Estabeleça uma meta.  O propósito em comum uni as pessoas e elas passam a trabalhar em equipe.

Liderar essa nova geração não é uma tarefa impossível, mas é necessário que o gestor atente para seu comportamento pessoal de como efetua a liderança de seus profissionais. Já está comprovado que é o gestor o maior responsável pela retenção dos jovens nas organizações. É preciso que o gestor seja legitimado e tenha muita credibilidade frente a esses novos profissionais. Repensar posturas, ter maior flexibilidade, ter uma atitude de uma escuta ativa e não ter receio de criar maiores vínculos emocionais com esses jovens é fundamental para se manter empresa e profissionais satisfeitos.

Colocar em prática dicas simples como estas dadas é possível aumentar o senso de pertencimento dos profissionais, principalmente os mais novos.